Você já se perguntou qual é o nível de sustentabilidade financeira da sua empresa? Esse é um indicador fundamental para assegurar que o seu negócio está indo na direção correta e identificar a necessidade de ajustes na gestão para garantir tranquilidade.

Nas empresas, o conceito de sustentabilidade financeira se traduz no uso dos recursos de forma equilibrada. Isso significa que toda a gestão tem como objetivo garantir a segurança financeira por meio do uso eficiente dos recursos disponíveis, sempre com uma visão de longo prazo.

Para conhecer os benefícios e descobrir como analisar e manter a sustentabilidade financeira da sua empresa, leia este post até o fim!

Benefícios da sustentabilidade financeira

O combate ao desperdício de recursos aliado a uma visão de longo prazo faz com que as empresas que conquistam um bom nível de sustentabilidade financeira tenham uma série de benefícios. Não apenas para o empreendedor; os fornecedores e clientes se beneficiam da relação com um negócio financeiramente sustentável.

Veja, a seguir, as principais vantagens de conquistar a sustentabilidade.

Aumento do lucro

O uso eficiente de recursos permite a redução constante dos custos de uma empresa, impactando direta e positivamente o lucro. No longo prazo, a tendência é que o lucro de um negócio sustentável mantenha uma trajetória de alta baseada na melhoria contínua da gestão.

Ganho de competitividade

Um bom nível de sustentabilidade aumenta também a competitividade frente aos concorrentes. A eficiência financeira leva à melhoria da qualidade dos produtos e serviços oferecidos porque toda a operação passa a funcionar de maneira mais ágil e equilibrada, prevenindo falhas que custam caro para a empresa.

Maior previsibilidade

Quanto mais ajustada está a situação financeira, melhor é o planejamento de receitas e despesas. Com esse controle feito de forma correta, o empreendedor conquista a almejada tranquilidade em relação ao dinheiro, já que é possível ter previsibilidade sobre o negócio. Fica muito mais fácil identificar com rapidez e antecedência eventuais desafios e se preparar para resolver problemas.

Maior capacidade de investimento

O equilíbrio financeiro conquistado por meio da sustentabilidade permite ainda a criação de uma reserva para cobrir eventuais emergências, bem como se preparar para investir na ampliação do negócio. Como resultado, a capacidade de investimento é ampliada, porque o caixa não fica comprometido quando algum aporte é feito.

Como analisar o nível de sustentabilidade financeira

Sabendo das vantagens, é hora de aprender como analisar o nível de sustentabilidade financeira do seu negócio. O primeiro passo é observar alguns fatores que sinalizam qual é a situação da empresa. Além disso, algumas situações servem como alerta para identificar problemas relacionados ao desequilíbrio financeiro.

Ciclo operacional e financeiro

Observar o ciclo operacional e o ciclo financeiro (ou de caixa) ajuda a analisar o nível de sustentabilidade financeira. É a partir dessas informações que você vai saber como estão todos os processos operacionais das vendas de produtos ou serviços e o prazo médio do pagamento dos fornecedores e recebimento dos clientes.

Fluxo de caixa

Os dados sobre esses dois ciclos vão permitir que você tenha uma visão detalhada do fluxo de caixa. Geralmente, quando um negócio não é sustentável, os primeiros problemas aparecem no fluxo. O atraso no recebimento de vendas e pagamento de fornecedores, devido ao descasamento entre datas de entrada de receita e saída de recursos, são alguns desses sintomas.

Por isso, parte da análise de sustentabilidade financeira exige que você saiba quais são os meios de pagamento mais utilizados pelos seus clientes e como escolher a melhor opção para a empresa.

Capital de giro

O capital de giro, que são os recursos financeiros necessários para manter a empresa em operação, é outro fator a ser analisado. Se falta capital de giro, é possível que o seu negócio esteja com um problema de fluxo de caixa e precise de alternativas para se financiar.

Pode ficar tranquilo; nem sempre a falta de capital de giro significa um problema. Por exemplo, se você realiza muitas vendas a prazo mas precisa pagar fornecedores à vista, não quer dizer que você não tem uma operação saudável. Nesses casos, você só precisa antecipar o recebimento das vendas.

Planejamento estratégico

Elaborar um planejamento estratégico é essencial para garantir a sustentabilidade. Se a empresa não possui um planejamento ou se ele existe mas não é seguido, é preciso adotar essa ferramenta de gestão.

Com o planejamento adequado, você pode estabelecer objetivos de longo prazo e ter uma visão clara do caminho seguido pela empresa. Dessa forma, se os negócios não avançarem como o esperado, é mais fácil identificar quais problemas estão impedindo você de crescer.

Uso de recursos

Além de identificar a situação financeira por meio da análise dos ciclos, fluxo de caixa e capital de giro, outro fator que vai ajudar você a fazer um diagnóstico da sustentabilidade é o uso dos recursos. Você controla o consumo de água, energia elétrica, matéria-prima e outros itens que fazem parte da rotina operacional do seu negócio?

Se a resposta para essa pergunta é negativa, saiba que você tem muitas oportunidades para ser mais eficiente e, consequentemente, mais sustentável financeiramente, controlando e reduzindo constantemente o uso de recursos.

Como evitar erros que atrapalham a sustentabilidade financeira

Depois de fazer o diagnóstico da situação da empresa, esteja ela com um bom nível de sustentabilidade financeira ou não, você precisa ficar atento aos erros que atrapalham a eficiência de qualquer empreendimento. Confira, nos próximos tópicos, como evitá-los.

Prevenção e combate ao endividamento

Evitar o endividamento é uma preocupação constante de qualquer empreendedor. A sustentabilidade é uma aliada importante para quem quer saber como evitar e como pagar dívidas. Para isso, é importante estabelecer um planejamento estratégico, controlar a entrada e saída de recursos e se informar sobre as melhores formas de financiar o seu negócio.

Controle da inadimplência

A inadimplência dos clientes é um dos fatores que levam empresários ao endividamento. Para garantir que esse problema não interfira na sustentabilidade, é preciso investir em um controle eficiente da inadimplência na sua empresa. Estabelecer uma reserva de dinheiro para cobrir situações como essa é outra alternativa.

Pagamento de tributos e processos trabalhistas

Garantir o pagamento dos tributos é fundamental para assegurar a sustentabilidade financeira. Deixar de recolher algum imposto ou atrasar o pagamento pode resultar em multas e até impossibilitar a atuação da empresa. Fazendo a gestão tributária de forma eficiente, é possível até mesmo economizar na hora de pagar impostos.

Cuidar da gestão dos funcionários e zelar pelo cumprimento da legislação trabalhista é outra recomendação importante. Não importa se o seu negócio tem poucos colaboradores; os custos de um processo trabalhista e eventuais indenizações são altos. Então, o melhor caminho é prevenir problemas e, em caso de dúvidas, procurar advogados especializados.

Finalmente, você tem todas as informações necessárias para entender o conceito de sustentabilidade financeira e como ele se aplica aos negócios. Dessa forma, é possível analisar como estão os principais indicadores e adotar medidas para ganhar eficiência ou manter um bom equilíbrio das contas da empresa.

Gostou de saber o que é preciso para analisar o nível de sustentabilidade financeira da sua empresa? Então, compartilhe este post nas redes sociais e ajude outros empresários a melhorarem a gestão dos próprios negócios!

Escreva um comentário