Meios de pagamento: como escolher a melhor opção para a empresa?

Diversificar a forma como você aceita pagamentos na sua empresa pode ser uma das estratégias mais eficazes para aumentar as vendas. Afinal, a facilidade e a variedade de opções dos meios de pagamento são duas características que costumam agradar (e muito) os clientes.

Tanto por uma questão de segurança quanto de comodidade, as pessoas procuram cada vez mais variar a maneira como carregam seu dinheiro. Além disso, a variedade de recebimento permite que você gere renda de modo seguro e contínuo, abrindo opções para pagamentos desde curto a longo prazo, por exemplo.

Diante disso, é essencial que você esteja preparado para fechar vendas independentemente dos meios de pagamento. Então, continue lendo para conhecer as principais formas de pagamento e como elas podem impactar o seu negócio!

Por que diversificar os meios de pagamento?

Como já citado, oferecer diferentes opções de meios de pagamento para o cliente pode gerar benefícios importantes para a empresa. Confira alguns deles:

  • menos fraudes — a empresa pode optar por formas mais seguras de pagamento, evitando falsificações ou falta de fundos para cobrir a compra;
  • maior comodidade — dificilmente um cliente sairá da sua empresa insatisfeito com os meios de pagamento oferecidos, pois você lhe dará a opção de fechar a compra com os recursos que ele tiver no momento;
  • fim das desistências — se o cliente não utiliza cartões, você oferece uma venda com cheque; se ele não anda com dinheiro em espécie, você oferece um boleto, e assim por diante;
  • inovação — talvez o cliente nem conheça determinado meio de pagamento, mas passe a considerá-lo quando a sua empresa o apresentar. Assim, você estimula a inovação e praticidade;
  • aumento do faturamento — com todos os benefícios anteriores, a consequência é certa: sua empresa passa a faturar mais em decorrência da queda de fraudes e desistências e o aumento da inovação e comodidade.

Quais são os principais meios de pagamento?

Agora que você já sabe por que diversificar, que tal conferir os principais meios de pagamento e como eles podem beneficiar sua empresa? Vejamos:

1. Dinheiro

Um dos meios de pagamento mais tradicionais, o dinheiro gera capital imediato, sem a preocupação com cobranças e inadimplências. Além disso, possibilita à sua empresa proporcionar vantagens exclusivas ao cliente, como:

  • descontos pela compra à vista;
  • metade do valor no momento da encomenda e metade na entrega.

O problema, contudo, é que nem todos os clientes dispõem do valor no momento da compra, especialmente em aquisições cujo valor é mais alto.

Outro aspecto que afeta diretamente o pagamento em dinheiro é o fator de segurança — muitas pessoas optam por não carregar dinheiro em espécie para que não haja risco de perda do valor por roubo ou outras circunstâncias.

Nesses casos, é possível negociar a partir das opções que listaremos a seguir.

2. Boletos e carnês

Apesar de serem bastante arriscados no caso de compras a prazo, em função de inadimplência, os boletos são uma opção bastante atrativa para vendas à vista, especialmente para transações via internet. Nesse caso, já existem plataformas que auxiliam a emissão online de boletos, tanto para pessoa física quanto jurídica.

Já os carnês apresentam uma opção válida para vendas parceladas. No entanto, envolvem riscos bem maiores de inadimplência e requerem esforços em relação à cobrança das parcelas que, eventualmente, venham a atrasar.

Para quem opta por vender parcelado, existem outras opções mais seguras, como veremos na sequência.

3. Cartões de crédito e débito

Os cartões de crédito ganharam muito espaço no mercado nos últimos anos em função de razões bastante específicas, como:

  • segurança das senhas;
  • praticidade;
  • possibilidade de “carregar” valores mais altos na carteira;
  • opção de parcelar as compras de forma segura;
  • comodidade de não ter que ir até o estabelecimento pagar as parcelas;
  • extensão do poder de compra (inclusive, por internet).

Já para a empresa, benefícios como a garantia do recebimento, a possibilidade de negociar pela internet e a segurança tornam essa uma das opções mais atrativas para se adotar. E o mesmo vale para vendas por cartão de débito — nesse caso, porém, a venda fica restrita ao saldo disponível na conta do cliente.

É importante se manter atento às taxas cobradas pelas transações, já que, em alguns casos (principalmente nas vendas parceladas), a lucratividade pode ficar comprometida. Além disso, é bastante provável que a empresa tenha custos com a aquisição ou com o aluguel da máquina de cartão, fora as despesas com manutenção.

4. Cheques

Os cheques já tiveram muito mais força de mercado, especialmente antes dos cartões de crédito. Ainda assim, continuam sendo utilizados por muitas pessoas. O problema é que, para as empresas, sua aceitação pode não ser tão eficaz quanto outros meios de pagamento.

Isso porque, com o cheque, a empresa:

  • não recebe o valor da compra rapidamente;
  • assume riscos consideráveis de fraude;
  • perde tempo no atendimento com a conferência da documentação.

Para garantir a segurança, nesse caso, é preciso que a empresa conte com o auxílio de serviços de consulta.

5. Pagamento mobile

Uma tendência vinda do mundo digital que ganha cada vez mais espaço, principalmente entre os jovens, são os pagamentos mobile. Eles acontecem por meio de aplicativos para smartphone ou mesmo utilizando de créditos de celular, para quitar pagamentos de valores mais baixos.

Para aderir a esse serviço, basta procurar por aplicativos de pagamento que têm custos baixos, especialmente se comparados com o retorno obtido ao aceitar esse tipo de pagamento.

Como escolher os melhores meios de pagamento?

Não é possível chegar a uma conclusão absoluta sobre a melhor forma de pagamento. Em função do alcance que o seu negócio terá, como já dissemos, diversificar sempre será a melhor opção.

Ainda assim, algumas opções são mais atrativas com base na realidade da sua empresa. Então, para escolher os melhores meios de pagamento para o seu negócio, é preciso:

  • conhecer e entender o comportamento do seu público em relação às suas finanças (se preferem descontos ou um parcelamento maior, por exemplo);
  • pesquisar sobre meios de pagamento diversificados, tendências, soluções inovadoras;
  • descobrir quais taxas estão sendo exercidas e como elas se adaptam ao seu negócio;
  • procurar por prazos favoráveis ao seu negócio, já que diferentes intermediadores têm diferentes condições de pagamento;
  • buscar por soluções que podem ser integradas a uma plataforma e-commerce, a fim de alavancar as vendas;
  • considerar a experiência do usuário, a facilidade para efetuar o pagamento, a viabilidade das condições de parcelamento;
  • prezar pela segurança da empresa, evitando fraudes e inadimplência.

A partir disso, basta eleger as melhores opções e comunicar aos seus clientes quais são os meios de pagamento utilizados!

Por fim, vale ressaltar que, para quem pretende ampliar as suas operações comerciais para o meio eletrônico, é ainda mais relevante investir em formas diversificadas e igualmente seguras de realizar transações. Lembre-se disso!

Então, gostou do post? Agora que você já sabe como escolher os melhores meios de pagamento para a sua empresa, que tal ficar por dentro de todos os nossos conteúdos? Siga-nos no Facebook e no YouTube e não perca nenhuma novidade!

Deixe um comentário

Share This