Falta capital de giro? Confira 6 dicas para driblar essa situação

  • Home
  • Factoring
  • Falta capital de giro? Confira 6 dicas para driblar essa situação

A ausência de conhecimentos básicos em algumas áreas da administração e mesmo sobre as condições econômicas do país vem deixando os empreendedores brasileiros em situação financeira complicada. A primeira consequência perceptível desses fatores é a falta de capital de giro para que os negócios continuem funcionando depois de abrirem suas portas.

Neste artigo, reunimos informações importantes que vão ajudar a transformar a sua empresa em um negócio autossustentável e acabar com a falta de capital de giro para as suas operações.

O que é capital de giro?

O capital de giro é um montante obtido no momento de iniciar um negócio. O investimento em um novo empreendimento exige a aplicação de recursos. Esses recursos são divididos em capital fixo — utilizado na infraestrutura — e capital de giro — usado para cobrir as necessidades iniciais da empresa.

Portanto, quando falta capital de giro, a empresa enfrenta sérias dificuldades para:

  • financiar clientes (vender a prazo);
  • manter o nível mínimo de estoque;
  • pagar seus tributos;
  • honrar salários;
  • arcar com custos fixos e variáveis.

Como ele é calculado?

É comum que as pessoas entendam o capital de giro como aquele saldo que fica disponível na conta do banco. Porém, não é só isso. O capital de giro é composto pela diferença entre:

  • ativo circulante — dinheiro disponível em caixa, os recebíveis e o inventário da empresa;
  • passivo — todas as suas dívidas e gastos que precisam ser pagos dentro de um prazo de 12 meses.

Feito esse cálculo, é obtida a reserva real da empresa disponível para cobrir tanto os gastos com a produção em si, quanto aqueles com manutenção ou emergências, por exemplo.

Como conseguir capital de giro?

Se, depois de realizar o cálculo de capital de giro, você percebeu que não tem recursos suficientes para cobrir suas despesas ou o valor é muito baixo, é chegado o momento de tentar resolver a situação. Para isso, separamos dicas de como a sua empresa pode levantar capital de giro.

1. Adiantamento de recebíveis

Muitas empresas optam por facilitar os meios de pagamento para os seus clientes. Isso é ótimo. No entanto, o fluxo de caixa fica desfalcado e esses recursos podem fazer muita falta em um primeiro momento, já que o pagamento pode demorar entre 30 e 60 dias para cair na conta bancária.

Por isso, se você vende por cheque, duplicatas ou cartão de crédito, uma boa opção pode ser antecipar esses recebíveis. Ainda que existam taxas para esse tipo de serviço, elas são muito mais vantajosas do que aquelas cobradas para efetuar empréstimos, por exemplo — especialmente quando o serviço é contratado por meio de factorings. Essa é uma maneira prática de garantir capital de giro sem se endividar.

2. Renegociação de dívidas com bancos

Uma boa renegociação pode gerar vantagens que talvez você nem imagine. Portanto, vale buscar uma solução objetiva com o seu banco, conversando com o gerente e conseguindo descontos valiosos.

Para o banco, é muito mais vantajoso que você pague sua dívida com um valor menor, do que simplesmente não conseguir pagar.

3. Renegociação de prazos de pagamento com fornecedores

Essa é uma etapa importante e que demanda bons relacionamentos com os seus fornecedores. Quando a situação financeira da empresa não vai muito bem, ela pode recorrer aos seus fornecedores para tentar negociar prazos maiores ou mesmo renegociar os contratos de provisão de insumos e matérias-primas.

Para que a empresa consiga aumentar seu capital de giro, essa pode ser uma das alternativas mais decisivas. No entanto, isso depende dos fornecedores e da qualidade da relação estabelecida entre eles e a sua empresa.

4. Plano para aumento de vendas de curto prazo

Não é preciso ir muito a fundo para que você entenda a importância do pagamento em curto prazo, não é mesmo? Pois, se falta capital de giro na sua empresa, é importante investir em soluções que gerem vendas com pagamento em curto prazo.

O equilíbrio entre a renda gerada em curto e longo prazo é o que garantirá à sua empresa a estabilidade financeira que ela precisa para se sustentar. Portanto, não esqueça: aumente suas vendas de curto prazo.

5. Sale and Lease Back

Essa solução é um pouco mais engenhosa. Ela envolve um acordo comercial por meio do qual a empresa proprietária do imóvel que ocupa o vende para um investidor, que aluga o espaço de volta para a empresa. Dessa forma, ela passa a ter uma quantidade alta em dinheiro para cobrir suas despesas.

Durante o contrato, ela paga aluguel com uma taxa de juros menor do que se tivesse retirado um empréstimo. Como é um contrato de longo prazo, a empresa continua pagando o “aluguel” por 10 ou 20 anos e, ao final, recebe o imóvel novamente.

6. Corte de gastos

Por último, mas não menos importante, estão os cortes de gastos. Além de auxiliar a juntar capital de giro, essa é uma solução que ajudará a mantê-lo ao longo do tempo. Portanto, se falta capital de giro na sua empresa, talvez seja a hora de rever seus custos.

Ainda assim, é importante saber exatamente onde cortar ou não cortar despesas, já que algumas delas servem para manter a qualidade dos serviços e produtos vendidos. Para isso, é importante pensar no que afeta diretamente a produtividade, o bem-estar e a qualidade das equipes de trabalho.

Fora isso, podem ser implementadas ações de incentivo e recompensas para a redução de custos sempre que um objetivo for atingido. Dessa forma, quando uma meta de redução de custos for batida, por exemplo, determinada equipe pode ser recompensada com algumas horas de folga.

Você conferiu alguns dos principais métodos de arrecadar recursos quando falta capital de giro na sua empresa. Assim que a situação for normalizada, não esqueça de estabelecer uma reserva de capital para eventuais emergências. Dessa forma, você evita contratempos futuros.

Agora você já sabe como resolver a falta capital de giro na empresa! Quer aprender ainda mais sobre gestão eficiente de empresas? Assine agora mesmo a nossa newsletter e receba todos os nossos conteúdos exclusivos diretamente no seu e-mail!

Deixe um comentário